Sessão especial na Assembleia celebra Dia do Pastor

 
A Assembleia Legislativa celebrou o Dia do Pastor ontem à tarde, em sessão especial proposta do deputado Samuel Júnior (PSC). Na ocasião, vários pronunciamentos mencionaram a dor e o pesar pela tragédia ocorrida na manhã de ontem com a lancha Cavalo Marinho 1, que fazia a travessia entre MarGrande – Salvador. O presidente Angelo Coronel (PSD) solicitou um minuto de silêncio  pelas vítimas e o pastor Valdomiro Pereira da Silva, presidente da Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Estado da Bahia (Ceadeb), pediu a Deus que conforte a família das vítimas, em sua oração final.
 
Durante a sessão, o pastor Valdomiro recebeu a Comenda 2 de Julho, a mais importante honraria concedida pelos parlamentares baianos. O evento foi subdivido em três atos, durante os quais, além da concessão da honraria, foi inaugurado um painel no plenário representando a Bíblia Sagrada, em uma homenagem a “Jesus Cristo de Israel”, sugestão do Pastor argento Isidório.
 
Os três atos foram subdivididos em duas sessões distintas, com a inauguração do painel entre elas. As sessões tiveram duas mesas de honra distintas, as duas presididas por Angelo Coronel e contando com a presença de próceres de igrejas evangélicas sediadas na Bahia, além do secretário do Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, do prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo, do vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, e do deputado federal Nelson Pelegrino, dentre outras autoridades, incluindo maciça presença dos deputados da Casa. O Hino Nacional foi executado duas vezes pelo cantor Daniel Bispo. Entre um pronunciamento e outro, o cantor Cleyton Queirós e banda apresentaram diversos cantos de louvor. Também o Coral Kids da Primeira Igreja Batista do Caminho das Árvores e os Timbaleiros de Cristo da Fundação Doutor Jesus.
 
No terço final dos eventos da tarde de ontem, o deputado Samuel Júnior distribuiu pequenas representações da Bíblia para diversas personalidades do meio religioso, ao presidente Angelo Coronel, ao deputado Heber Santana (neto do pastor Rodrigo Santana) e à deputada Ângela Sousa (PSC).
 
Também receberam os pastores Valdomiro Pereira, Romeu de Oliveira, presidente da Comades; Demerval Cerqueira, Sebastião Elias (representando o bispo Átila Brandão, que não pode permanecer no evento até o final), Evilásio Bastos, José Rodrigues, Samuel Couto (in memorian), recebido pelo filho, pastor Uziel. O apóstolo Sóstenes e os pastores Francisco, Israel, Cleudson, Jailson, Greg, Danilo, Sandoval, Adroaldo, Cabral, Sebastião e Mauro também foram distinguidos com o troféu.
 
DEPOIMENTOS
“O pastor Valdomiro Pereira tem a trajetória de sua vida ligada à construção da Igreja Assembleia de Deus. É um grande homem de Deus que representa a população”, disse o proponente da sessão Samuel Júnior, que destacou a liderança, o empreendedorismo e a visão ampla do homenageado. “Ele merece todo nosso reconhecimento pelo incansável trabalho que realiza em busca do crescimento da Igreja Evangélica e do fortalecimento das famílias”, afirmou o parlamentar.
 
O pastor falou, em seu discurso de agradecimento, da própria trajetória religiosa, da força da sua família e da origem humilde. “Quem me trouxe até aqui foram as igrejas que pastoreei”, disse, emocionado. Para o religioso, é fundamental a união da família e o casamento como uma prova da fidelidade a Deus.
 
O secretário Jaques Wagner ocupou a tribuna para proferir rápidas palavras sobre a fé. Para ele, pessoas descrentes sofrem muito. “Eu creio em Deus”, disse, lembrando que viemos nus ao mundo e partimos sem levar nada, “mas mesmo assim há pessoas que dedicam a vida a acumular bens”. O pastor Cleudson Souza falou sobre o trabalho pastoral. Ele lembrou que o ministério é mais do que mera profissão. “É uma escolha de Deus”, disse, afirmando que Uma Igreja pode ter seu pastor, mas um pastor não pode ter uma igreja, por que ela é de Jesus.
 
TRAJETÓRIA
O homenageado, que é natural de Euclides da Cunha, iniciou sua vocação pastoral há 28 anos e desde 2006 preside a Ceadeb. A Convenção foi criada em 27 de abril de 1936 como pessoa jurídica de direito privado, caráter religioso, social, educacional e sem fins lucrativos.
 
Segundo o deputado Samuel Júnior, “o pastor Valdomiro é um dos maiores líderes religiosos do Brasil e se destaca também como presidente da instituição máxima da Assembleia de Deus no Estado, primando há 11 anos por uma gestão marcada pela seriedade e competência administrativa”, disse.