Cristãos chineses experimentam o poder da oração

Timothy* é pastor na China, e como já falamos, tem vivido grandes experiências a partir do poder da oração. Ele explica: “De nossas crianças mais novas até nossos irmãos e irmãs mais velhos, todos conhecem o poder da oração. Não importa o que enfrentamos ou pelo que somos acusados, todos oramos. Sabemos que assim que a perseguição chega, a primeira coisa a fazer é se prostrar e orar. Deus é tão fiel. Ele sempre nos responde, às vezes, das formas mais incríveis e até mesmo incomuns”.

Segundo o pastor, nos últimos 12 meses, os cristãos locais experimentaram constante perseguição da polícia. Os policiais frequentemente interrompem os encontros para perturbar as reuniões e destruir as igrejas domésticas. “Eles devem ficar muito frustrados porque nós apenas os amamos. Somos todos treinados para ser educados e nunca brigar de volta, mesmo se a coisa for para o lado físico”, conta.

Em 2018, a polícia começou a retirar símbolos religiosos das igrejas. Porém, cada vez que os policiais chegavam, os cristãos apenas ajoelhavam, oravam por eles e pediam por proteção de Deus. “Em uma das ocasiões, eles estavam prontos para retirar uma cruz e nós começamos a orar. De repente, em uma cidade próxima houve uma grande explosão e eles tiveram que ir para lá. Em outra ocasião, eles enviaram um grande guindaste para derrubar outras cruzes. No caminho, o guindaste quebrou duas vezes, e isso nunca tinha acontecido antes. Eles acharam isso muito estranho”, disse o pastor Timothy rindo.

O pastor sempre encoraja os membros mais jovens de sua congregação a orar por seus perseguidores: “Nossos jovens sabem que isso não é culpa da polícia, eles precisam apenas conhecer Jesus. Se nós não orarmos por sua salvação, quem irá?”.

*Nome alterado por segurança.

Pedidos de oração

– Peça a Deus que continue respondendo às orações dos cristãos chineses e se revelando a eles.
– Interceda pela polícia, para que os cristãos locais estejam em segurança.
– Ore pelos jovens da congregação do pastor Timothy, para que também vivenciem o poder da oração.

Fonte: Portas Abertas