40 sinais de que você é filho(a) de pastor

Quando junta dois ou mais filhos de pastor, pode ter certeza que em alguma altura da conversa chegará ao “Isso já aconteceu contigo” ou “Ah é? Você também?” ou alguma coisa do tipo. Se você é filho(a) de pastor e já passou por algumas (ou todas) das situações abaixo, sinta-se em casa.

Pois é… comigo também.

Então… só para descontrair, aqui estão 40 sinais de que você seja um filho de pastor. Eu presenciei ou vivenciei todas elas. Se você lembrar de mais alguma, bota lá nos comentários que eu acrescento depois.

  1. Você aprendeu a desenhar durante a pregação.
  2. Você já dormiu no banco da igreja, seja durante o culto ou depois enquanto esperava seu pai acabar de conversar com todo mundo.
  3. Você abre e fecha a igreja. Praticamente toda semana.
  4. Quando a professora sai da sala, você é uma de duas:
    1. a pessoa que ela coloca como responsável de “tomar conta da sala”
    2. a primeira pessoa para quem ela diz: “Nada de bagunça”
  5. Você era o terror dos professores da escolinha dominical.
  6. Você ouviu desde pequeno que “você tem que dar o exemplo”.
  7. Quando juntava um grupo de amigos da igreja na piscina, você brincava de “batizar” todo mundo.
  8. Você já vestiu o paletó do seu pai e fingiu pregar no espelho.
  9. Quando criança, sua diversão no final do culto era pegar o microfone e fingir que estava pregando.
  10. Você já tentou pegar o pãozinho da ceia depois do culto.
  11. No final do culto, você é quase sempre o primeiro a apostar corrida no corredor do santuário.
  12. Você já se escondeu em baixo do púlpito ou em baixo da mesa da ceia.
  13. Você é sempre escolhido para ser Jesus, cantar o solo ou algo do tipo na cantata de Natal.
  14. Você toca pelo menos um instrumento no louvor da sua igreja. Caso você não saiba tocar nada (mesmo depois de tentar muito e se frustrar), você canta no back… ou dirige o louvor.
  15. Você aprendeu a pregar, dirigir louvor, orar em público e / ou tirar oferta antes de aprender a dirigir um carro.
  16. Você já participou do grupo de louvor, já pregou, já deu aula na escolinha, ficou na mesa de som, serviu a ceia, trabalhou na introdução, abriu a porta…
  17. Você sabe dos “podres” de metade da igreja.
  18. Metade da igreja sabe dos seus “podres”.
  19. Ao visitar uma igreja (quase sempre acompanhando seu pai que é o pregador convidado), alguém que você nunca viu antes vem falar contigo e sabe seu nome, sua idade, sua cor predileta, seu desenho preferido, pelo menos uma história engraçada (leia-se: constrangedora) a seu respeito… e por aí vai.
  20. Carnaval é sinônimo de retiro ou acampamento da igreja.
  21. Você começou a freqüentar retiros de juventude antes de sequer ter idade para freqüentar a juventude.
  22. Você sabe organizar a grade de horários de um retiro inteiro antes mesmo de ter prestado seu primeiro vestibular.
  23. Você já passou tardes das suas férias na igreja enquanto seu pai fazia gabinete ou sua mãe arrumava a escolinha.
  24. Se você é menino, a pergunta “Você quer ser pastor?” sempre vem depois de “Qual é o seu nome?”. Se você é menina, a pergunta é “Você quer ser esposa de pastor?”
  25. Sua infância serve de inspiração para dezenas de milhares de ilustrações de pregações do seu pai.
  26. Alguma mãe da igreja pediu para você ser amigo do filho dela para ele aprender com seu bom exemplo.
  27. Quando criança, você ganhava vários presentes fora de época, por ser o queridinho dos tio(a)s.
  28. Na hora da gincana bíblica, você é um dos primeiros (se não for o primeiro) a ser escolhido para fazer parte do time. E isso independe do fato de você conhecer bem a Bíblia ou não.
  29. Sabe aquele pastor que todo mundo quer ouvir pregar e bater foto com ele? Você provavelmente conhece ele desde pirralho e chama ele de tio.
  30. Alguém já te perguntou: “Seu pai é muito sério?”
  31. Alguém já te perguntou: “É ruim ser filho de pastor?”
  32. Você já cansou de responder essas perguntas.
  33. Você já tomou bronca de púlpito.
  34. O seu pediatra ou dentista ou oculista (pelo menos um médico seu de longa data) é ou foi membro da sua igreja.
  35. Metade do seu guarda-roupa foi usado e dado por alguém da igreja ou será dado para alguém da igreja um dia.
  36. Alguém (leia-se: muitos “alguéns”) já pediu para você conhecer o(a) sobrinho(a), filho(a) dele(a). Assim… sem compromisso algum.
  37. Alguém que você nunca viu na vida (ou pelo menos não lembra) já te pegou no colo, trocou sua fralda, te viu quando você nem falava ainda, te deu aula na escolinha…
  38. Você já dormiu na casa do diácono / pastor auxiliar (seja soneca de tarde enquanto seu pai terminava alguma coisa da igreja ou passar a noite mesmo).
  39. O filho do diácono / pastor auxiliar é seu melhor amigo na igreja (leia-se: cúmplice de todas as suas bagunças de criança, geralmente dentro da igreja).